Inside Out

 

The development of a signature in photography, a unique language that ties everything together within the frame is an extremely difficult exercise - many fail in due course, the majority never tries. Inside Out is my most serious attempt to date (2014) to develop my own signature and I have done so by carefully choosing the subject, one that allows me to be creative in a relatively controlled environment.

 

Inside Out depicts modern day life inside our homes, trying to create associations between the elements inside the frame, excluding facial expressions in the process. This approach tends to be less intrusive, leaving the portrayed subject enough room to act inside a well defined comfort zone, one that the camera will not protrude - his/her face, to an extent that would make it recognisable. Anonymity leaves all the other elements to freely connect, challenging the viewer to decode the connections between the elements left within the frame, which may be a difficult exercise, both for photographer and viewer, one trying to convey an encoded message and the other trying to decode it as it tries to decipher the (more or less) obvious that remained visible.

 

This is an ongoing project; from the initial intent of using only a 50mm lens (some sort of purist mood, or starting point, I don't know) I have now allowed myself to use a 35mm and an 85mm lenses, both primes. To be honest, I do not how relevant this is and how it will impact the series, but I felt it was necessary to trim the approach from something extremely well defined to something a bit more diffuse, nonetheless without giving up the intent of carrying on developing a unique signature for my work.

 

This is an ongoing project.

 

 

O desenvolvimento de uma assinatura, de uma linguagem única que “amarre” todos os elementos dentro do frame é um exercício extremamente difícil - muitos falham ao tentar, a maioria nunca tenta. Inside Out é a minha tentativa mais significativa até à data (2014) para desenvolver uma assinatura para o meu trabalho. Escolhi cuidadosamente um tema que me permite ser criativo num ambiente relativamente controlado.

 

Inside Out retrata o quotidiano dentro das nossas casas, tentando criar associações entre os elementos contidos no frame, excluindo as expressões faciais no processo. Esta abordagem tende a ser menos intrusiva, dando ao sujeito espaço suficiente para agir dentro da sua zona de conforto. O anonimato traz para primeiro plano os restantes elementos da imagem, desafiando o espectador a descodificar as conexões remanescentes, o que pode ser um exercício difícil, tanto para o fotógrafo como para o observador, o primeiro tentando transmitir uma mensagem codificada, o segundo tentando descodificá-la.

 

Este é um projecto em curso; da intenção inicial para utilizar apenas uma lente de 50mm (um devaneio purista, um ponto de partida, não sei), comecei a utilizar mais recentemente uma 35 mm e uma 85mm – focais fixas. Não sei quão relevante será esta decisão e qual será o impacto nas imagens do ensaio, mas decidi que era necessária uma certa evolução na abordagem, transitando de algo extremamente bem definido para algo um pouco mais difuso, sem abrir mão porém da intenção de continuar a desenvolver uma assinatura para o meu trabalho.

 

Projeto em curso.

 

 

Back to Series

 

© 2017 John Gallo - All rights reserved