Passengers

Metro do Porto, 15 years later

 

It was inaugurated on December 7, 2002 - many did not believe such a challenge could be completed successfully. The largest urban project of the twentieth century in the north of Portugal completes 15 years this year. This essay portrays not only the connection of the residents of Greater Porto to the Metro, but also the connection of all those who use the Metro on a less regular basis; this microcosm crosses several cities, one world within another, full of small gestures, of emotions that perpetuate in time,moments that one cannot forget. In 2015, 57.8 million validations were registered, reflecting the sheer size of the infrastructure. The transportation system witnesses the joy, the sadness, the solitude, the camaraderie, the melancholy, the passion, the indifference, the solidarity of every single user. The stations and the carriages are vibrant cocoons, places where millions of lives touch each other, a place where people talk, run, stroll, discover. Porto was one big city before the Metro and now Greater Porto is a stream of big cities that merged into one.

 

 

 

Foi inaugurado a 7 de Dezembro de 2002 – muitos não acreditavam possível tamanha obra. O maior projeto urbanístico  do século XX no norte de Portugal. Completa 15 anos este ano.

 

Este ensaio retrata não só a ligação dos residentes no Grande Porto ao Metro, bem como a ligação de todos aqueles que utilizam o Metro de forma menos regular; este microcosmos dentro de várias cidades, um mundo dentro de outro, está cheio de pequenos gestos, de emoções, de detalhes que se perpetuam no tempo, que momentos que não se esquecem.

 

Em 2015 foram registadas 57,8 milhões de validações, o que reflete bem a dimensão da infraestrutura. O Metro testemunha a alegria, a tristeza, a solidão, a camaradagem, a melancolia, a paixão, a indiferença, a solidariedade dos seus utilizadores. As estações, as composições são casulos vibrantes, locais em que milhões de pessoas se cruzam, trocam olhares, conversam, correm, passeiam, descobrem.

 

Houve um Porto antes do Metro e há um Porto Grande depois do Metro.

 

 

Back to Series

 

© 1996/2018 John Gallo - All rights reserved